Por que investir em commodities?

Tempo de leitura

3 min

Tamanho da fonte

Aa

Aa

Aa

Embora um tanto quanto desprezado por grande parte dos investidores brasileiros, as commodities representam ótimos ativos para investimento

O mercado financeiro oferece uma gama de possibilidades de investimento para os mais diferentes perfis de investidor. Nesse caso, cada um deles apresenta seus riscos, seus potenciais de retorno, mas também as suas vantagens e desvantagens. Um dos tipos de investimento ainda pouco explorado por grande parte dos investidores são as commodities.

As commodities são um investimento com potencial muito lucrativo, embora ainda poucos investidores brasileiros de fato busquem saber mais a respeito do assunto. O termo em questão se refere às matérias-primas utilizadas na elaboração de outros produtos.

A principal característica das commodities é sua uniformidade, de modo a não haver diferenças relevantes em seus produtos. A título de exemplo temos o trigo. O trigo vai ser o mesmo produto, seja plantado no Sul ou no Centro-Oeste do Brasil. Por conta disso, se trata de uma commodity

Alguns dos exemplos de commodities do mercado são: laranja, gado, milho, petróleo, café, ouro, minério de ferro, soja, trigo, açúcar e algodão. Além de serem produtos muito importantes para economia brasileira, eles também podem ser utilizados para investimento.

Quer ter acesso gratuito a ebooks que vão te mostrar como potencializar os seus investimentos? Faça já o seu cadastro em nossa área logada, e aproveite!

Como investir em commodities?

Para os investidores que se interessam por esse tipo de investimento, há duas formas principais de investir: através do mercado financeiro ou de forma física. No caso da primeira opção, também há uma variedade de maneiras de se investir em commodities.

Uma dessas formas são os contratos futuros de commodities, que é uma das preferidas pelos investidores desses ativos. Os contratos futuros podem servir tanto como uma maneira de investir e visar o lucro, quanto um instrumento de proteção das variações dos preços das commodities.

Uma outra forma é comprando ações de empresas associadas a esse tipo de produto. Nesse sentido, o Brasil é um dos maiores na exportação de petróleo, minério de ferro, soja e celulose, por exemplo, o que faz com que grandes empresas produtoras desses produtos estejam presentes no país e com capital aberto na bolsa de valores.

O investimento em commodities também pode ser feito através de fundos multimercado. Esse tipo de fundo tem como objetivo utilizar os recursos de seus cotistas em diferentes ativos financeiros presentes no mercado. 

Cada um dos fundos possuem estratégias diversas, de modo que existem aqueles que também investem em commodities, o que faz com que os investidores desse fundo estejam expostos a esses ativos. Isso não isenta a necessidade de se entender minimamente aquilo que se está investindo.

Você também pode gostar: Como diversificar os meus investimentos? 

Vantagens e desvantagens de investir em commodities

Assim como todo investimento, investir em commodities tem os seus prós e contras. Apesar disso, as vantagens podem ser muito atrativas aos investidores, desde que as alocações de capital sejam feitas com embasamento e estudos.

Uma das principais vantagens das commodities é a durabilidade. Elas podem manter sua qualidade e durabilidade através de um armazenamento e conservação adequados. Outra vantagem é a diversificação, sendo assim, ter um portfólio que inclui commodity como ativo traz a diluição dos riscos de uma carteira.

Uma sinalização positiva para o investimento em commodities é a sua relevância global. Os investidores podem ter grandes retornos com isso, uma vez que a demanda tende a ser  alta e recorrente desses produtos, visto que são consumidos no mundo todo, além de essenciais e úteis para a sobrevivência.

Leia também: Onde investir R$100 mil?

Investir em commodities também tem as suas desvantagens, obviamente que isso depende muito do ponto de vista do investidor. Uma das principais desvantagens que podem ser destacadas é a oscilação de preço desses produtos, ou seja, alta volatilidade nas cotações.

Desse modo, fatores como a realidade econômica e o clima do país, ou região podem ser impactantes no preço.  Por isso, embora o investimento em commodities pode ser bastante lucrativo, ele também se mostra como um mercado arriscado.

Outro fator que aumentaria o risco nesse caso é a alavancagem, que é quando o investidor põe em jogo um valor maior do que o que ele possui. Este é um tipo de operação mais realizada por investidores experientes, principalmente quando se busca lucros com a especulação de ativos. 

Assim como se pode alavancar os seus ganhos, como o próprio nome sugere, é possível perder tudo através dessa técnica, sobretudo quando se refere a commodities.

Por isso, antes de investir, consulte um especialista para decidir qual ativo é mais interessante apostar. Preenchendo o formulário abaixo, um dos assessores da empresa parceira do iHUB Lounge, a iHUB Investimentos, entrará em contato com você.