Aumento das taxas de juros causam queda nas ações de Fintechs e gera preocupação com economia global

Tempo de leitura

4 min

Tamanho da fonte

Aa

Aa

Aa

Confira o boletim semanal da terceira semana de maio

O mundo segue repercutindo o aumento da taxa de juros norte-americana, bem como seus efeitos no combate à inflação. Na semana passada, foram divulgados dados da inflação americana, que apresentaram queda pela primeira vez em 8 meses. Mesmo assim, o mercado reagiu negativamente porque entendeu que a queda foi leve demais.

Além disso, o recuo teria sido pontual, pois se ancorou no preço da gasolina que caiu em abril, mas o que ficou evidente foi o fato da inflação estar disseminada em todos os componentes avaliados, tornando o trabalho do FED ainda mais desafiador.

Há quem especule que o pico da inflação ao produtor (PPI) tenha sido em março, quando o índice estava em 11,5% a.a., enquanto em abril, ele cedeu para 11% a.a. Certo ou não, a inflação americana ainda se mantém nos maiores patamares dos últimos 40 anos.

Na última quinta-feira, Jerome Powell, presidente do FED, disse que espera um efeito dos aumentos da taxa de juros americana já no curto prazo e que novas altas de 50bps são eficientes, mas não descarta a hipótese de fazerem aumentos maiores.

Na China, os dados da atividade do país, anunciados ontem, surpreenderam negativamente o consenso dos analistas. A produção industrial apresentou queda de 2,9%, na base anualizada, ante a previsão de alta de 0,4%. As vendas do varejo caíram -11,1%, mesmo após terem caído -3,5% no mês anterior.


Em nossa área logada, você encontra relatórios e e-books para não cometer erros com os seus investimentos. Faça o seu cadastro gratuito agora clicando aqui.

Por lá, embora a inflação de abril tenha ficado levemente acima das expectativas, o PPI – Índice de Preços ao Consumidor – apresentou uma redução no comparativo anual, vindo de 8,3% a.a. em março, para 8% a.a. em abril. 

Embora os dados da atividade econômica do país tenham piorado muito rapidamente e a inflação ter levemente cedido, o Banco Popular da China anunciou apenas um corte na taxa de juros para quem for financiar seu primeiro imóvel, porém a taxa de juros básica da economia permaneceu inalterada.

Uma notícia que traz esperança aos mercados foi veiculada neste domingo, a qual anuncia que o comércio em Shanghai vai ser reaberto gradativamente a partir desta segunda-feira.

A alta dos juros, que encarece o preço do dinheiro e freia o crescimento da economia global, tem sido um forte pesadelo das empresas tomadoras de capital intensivo, como é o caso de muitas fintechs espalhadas pelo mundo. De acordo com nosso levantamento, as fintechs brasileiras, que são listadas nas bolsas americanas, Nubank, Stone e Pagseguro negociam suas ações com mais de 40% de queda no ano. Saber até quando os juros se elevarão é fundamental para o planejamento estratégico destas empresas.

Cenário local 

No Brasil, o destaque foi a ata do Copom, na qual o Banco Central (BC) reforçou seu comprometimento com o combate à inflação. O BC também sinalizou que fará uma pausa na elevação da taxa de juros em breve, onde acompanhará o desenvolvimento da inflação fazendo ajustes caso necessário.

A semana foi marcada pela troca do Ministro de Minas e Energia com Adolfo Sachsida no lugar de Bento Albuquerque. O governo espera com isso trazer mudanças para a política de preços da Petrobrás, a qual hoje trabalha com o regime de paridade internacional. 

Sachsida chega em um momento conturbado politicamente, onde a estatal apresentou um robusto lucro diante de um cenário de inflação dos combustíveis extremamente elevada. O novo ministro promete trazer à tona assuntos de base como a privatização da empresa. 

Confira como o mercado encerrou a semana

Fonte: Investing.com.br

Destaques do Ibovespa

Veja as empresas que mais valorizaram e as que mais se desvalorizaram na semana

Fonte: B3

O grande destaque positivo da semana foi para as ações do Banco Inter, a XP Investimentos atribuiu a alta à reestruturação societária da companhia e a migração das ações da empresa para a Nasdaq.

Você também pode gostar de: Economia americana se mostra resiliente, enquanto as políticas “zero covid” na China parecem frear o crescimento

Para o destaque negativo foram as ações da Locaweb, a XP atribuiu a queda das ações aos impactos que as elevações das taxas de juros causam nas empresas de alta duration, como é o caso das de tecnologia. Porém vale destacar que a empresa divulgou seus resultados na quinta-feira após o fechamento do mercado e na sexta-feira as ações subiram +4%.

Câmbio e juros

O Dólar encerrou a semana com queda de -0,36% em relação ao Real, cotado em R$ 5,06/USD. 

Já a curva dos juros futuro DI com vencimento em janeiro de 2031, apresentou queda de -7bps na semana e atingiu o patamar de 12,48%. 

Confira os assuntos que podem impactar seus investimentos essa semana

No cenário internacional, a atenção dos analistas estará voltada para a divulgação da inflação na Zona do Euro e a inflação ao Produtor na Alemanha, além da prévia do PIB da Zona do Euro no primeiro trimestre.

No Brasil segue a temporada de balanços na B3, cerca de 88% das empresas que compõem o Ibovespa já reportaram seus resultados.

Confiram quem divulgará seus números esta semana:

Fonte: Investing.com.br

Antes de investir, consulte um especialista para não perder dinheiro neste momento de instabilidade. Preenchendo o formulário abaixo, um assessor da iHUB Investimentos, empresa parceira do iHUB Lounge, poderá te ajudar a construir uma carteira que traga bons rendimentos.