O que são Fundos Quantitativos?

Tempo de leitura

4 min

Tamanho da fonte

Aa

Aa

Aa

Você sabe o que são fundos quantitativos?

Na maioria das vezes, as pessoas podem achar que a palavra “quantitativo” é algo muito complicado de entender.

E, uma das primeiras coisas que vem à mente é um monte de robô, mas na verdade é uma simples tecnologia.

Ela é utilizada de acordo com o que os gestores do fundo colocou de padrão de mercado para poder se beneficiar de algum movimento de mercado, que nós seres humanos não conseguimos ver e nem atuar de forma rápida, naquele momento.

Luan Nardi, assessor da iHUB Investimentos, ilustra a seguinte cena para exemplificar o que são fundos quantitativos: imagine que antigamente para procurar ouro, era necessário fazer a peneiração de rochas para encontrar algumas pepitas de ouro.

Era muito mais fácil conseguimos ver aquela pequena pepita de ouro, e o que vem acontecendo, de lá pra cá, é que as coisas evoluíram, e começamos a usar a tecnologia em nosso favor.

Hoje em dia, se formos pensar em peneirar ouro, uma pessoa pode chegar em você e falar “você é louco!”. Atualmente, se usa produtos químicos que vão definir qual material é e não é ouro. Desta forma, é possível extrair o ouro de forma mais fácil.

Bem como a estratégia de encontrar ouro, evoluímos também nos investimentos.

Estratégias fundamentais para identificar as oportunidades no mercado financeiro

Quando o assunto é investimento, não podemos nos basear simplesmente em uma única informação, vários dados são coletados, que ajudam para a tomada de decisão.

Muitas informações podem deixar as pessoas confusas no momento de tomar uma decisão e, por isso, os fundos quantitativos são importantes na hora de uma tomada de decisão.

Eles vão identificar exatamente um padrão de mercado, para que se os fundos quantitativos estejam de acordo com com aqueles dados, que vão se juntar, e a informação que eles querem vão tomar uma decisão mais certeira do que um humano consegue promover para um fundo de investimento.

Mas, afinal, como é a tomada de decisão do gestor comprar ou vender?

Ele está implementando aquele modelo computado para tomar a decisão, e isso é dividido em quatro etapas. Abaixo, o assessor de investimentos explica cada um dos passos:

1) Colhimento de dados: o gestor vai simplesmente colher dados passados para poder comparar esses dados num modelo futuro.


2) Criação do modelo computacional: o gestor vai rodar o modelo, de acordo com aqueles dados que ele colheu.


3) Teste: é o momento de checar se a estratégia realmente funciona. Um fato curioso sobre essa etapa, é que, eles bonificam os gestores que conseguirem quebrar a tese daquele modelo que está sendo implementado, ou seja, só passa modelo realmente muito bom!


4) Colocar para funcionar: é nesse último passo que o gestor vai colocar para rodar no fundo de investimento.

O que são Fundos Quantitativos?
Fundo: ZARATHRUSTRA

Temos um histórico de nove anos, então esse fundo é novo, mas que já tem história. Podemos perceber um pouco de volatilidade, o que é normal para um fundo multimercado.

Vale destacar um detalhe muito importante, esse fundo tem o viés de realmente ficar durante muito tempo de lado, ou seja, não perder nem ganhar. Em um determinado momento ele consegue subir e recuperar todo aquele padrão e o tempo que ficou parado.

Como investir no fundo ZARATHUSTRA?

Esse fundo tem o investimento mínimo de R$10.000,00. Lembrando que, esse fundo vai ficar aberto por pouco tempo.

Um detalhe muito importante sobre esse fundo, mas de todos os fundos multimercados também é que eles têm uma taxa de administração um pouco mais elevada por ser um fundo de multimercado, e o ZARATHRUSTRA tem uma taxa reduzida.

A taxa de administração é de 1% ao ano. Essa taxa é reduzida realmente para esse fundo porque eles gostam de entregar resultado. Logo, a taxa de performance é um pouco maior, sendo 27,5%, caso o gestor consiga ultrapassar o seu benchmark do mês anterior.

O fundo tem uma volatilidade de aproximadamente 12%, isso depende do cenário. Atualmente, estamos passando por um cenário um pouco mais volátil, desta forma, o fundo também acaba sofrendo o mesmo movimento, naturalmente. Mas, é uma volatilidade até que tranquila, se a gente for comparar com uma volatilidade da bolsa propriamente dita.

O retorno desse fundo para quem já investe nele é de um retorno acumulado aqui de 291% do CDI, vale ressaltar que temos CDIs diferentes ao longo do tempo, mas um estudo de nove anos de mercado, ou seja, esses nove anos que o fundo já tá no mercado financeiro em retorno absoluto ele é primeiro lugar de todos os fundos multimercados.

Então, é claro a gente tem um pouco de volatilidade no fundo, mas no longo prazo é sempre muito mais benéfico, você deixar o seu dinheiro ali e por mais que veja o fundo lateralizado durante algum tempo, pode confiar na gestão porque eles tão sempre atuando com modelos novos.

Ficou interessado em investir com a gente? Abra sua conta XP já e entre em contato pelo formulário abaixo:

Esse conteúdo contou com a participação de Luan Nardi. Ele é assessor de investimentos da iHUB Investimentos.