Índices de liquidez: saiba o que são e como calcular

Tempo de leitura

3 min

Tamanho da fonte

Aa

Aa

Aa

Através do balanço patrimonial de uma empresa, é possível obter dados importantes antes de investir

Os índices de liquidez são fortes aliados para compreender o desempenho de uma empresa. Com eles, é possível saber como está a saúde financeira da companhia e sua capacidade de honrar com seus pagamentos. Assim, a liderança da empresa pode traçar planos de financiamentos e investimentos, por exemplo. 

De uma maneira geral,  a boa administração de uma empresa depende do controle do fluxo de caixa e ciclo financeiro, além da sua capacidade de gerar lucro atrelado a estratégias de médio e longo prazo.

É importante que você, investidor, saiba analisar os índices de liquidez de uma empresa para investir com mais segurança. Quanto maior for o índice de liquidez da empresa, maior tende a ser sua saúde financeira e, consequentemente, sua capacidade de garantir um retorno do seu capital. 

No entanto, esses índices contábeis não devem ser considerados isoladamente. Para ter uma visão geral do grau de liquidez de uma companhia, é preciso também ter em conta o seu tipo de atividade e outros indicadores.

Por que conhecer os índices de liquidez é importante?

Em primeiro lugar, é preciso entender a dinâmica de um investimento. Em linhas gerais, as empresas buscam recursos de uma maneira mais favorável do que os bancos ofertam e, em troca, oferecem uma taxa de rentabilidade ou benefícios, como se tornar sócio do negócio.

Então, se os índices de liquidez apontam que a saúde financeira da empresa está em dia, significa que os riscos de você não receber “a sua parte”, ou seja, a rentabilidade ou benefícios, são pequenos.

Afinal, quando tudo está em dia, a companhia consegue cumprir compromissos financeiros com terceiros, fica muito mais fácil fazer um aporte, não é mesmo?

Agora, se algo está errado, é preciso tomar cuidado. Uma empresa com índices de liquidez que indicam um possível problema, pode não ser a melhor opção investir todo seu dinheiro nela, por exemplo.

Leia também: Empresas únicas na B3, vale a pena investir? 

Como avaliar os índices de liquidez?

Em geral, quanto maior é o índice de liquidez da empresa, melhor. Na prática, isso significa que a companhia exibe uma condição melhor de honrar com as obrigações financeiras, ou seja, pagar os empréstimos.

Assim, quando o índice é maior que 1, a empresa consegue arcar com custos, despesas e ainda sobra dinheiro em caixa. Quando o número é igual a 1, os valores que ela tem pagam as contas, mas acabam e não há outras margens, ou seja, não “sobra”.

Entretanto, quando o índice de liquidez está abaixo de 1, significa que a empresa não tem dinheiro para arcar com todas as obrigações no curto prazo. Portanto, ela não tem recursos o suficiente no momento para pagar o que deve.

Apesar destes números terem um significado objetivo, mais uma vez, é preciso considerar outros fatores para avaliar o índice de liquidez de uma empresa. Por exemplo, você deve analisar o setor de atuação, o tipo de atividade da empresa, a economia e outros indicadores.

Quais são os tipos de índices de liquidez?

Para facilitar sua avaliação, separamos quatro tipos de índices de liquidez que você precisa conhecer. O primeiro é o chamado índice de liquidez corrente. Neste caso, se mede a capacidade de pagamento da empresa no curto prazo.

Mas como a conta é feita? É simples. Basta dividir o ativo circulante da empresa (dinheiro em caixa, estoques e outros ativos de curto prazo) pelo passivo circulante (as dívidas de curto prazo, como empréstimos e pagamentos em geral).

Você pode ter acesso gratuito a relatórios de análise que mostram a performance das ações de empresas em diversos segmentos. Faça o seu cadastro em nossa área logada, e confira agora mesmo!

Já o índice de liquidez seca é calculado da mesma forma, mas você não considera estoques no ativo circulante. A premissa é que esse tipo de ativo não é tão relevante no curto prazo, pois uma empresa pode se endividar por ter muito produto em estoque e não conseguir vender, por exemplo.

Outro índice importante é o de liquidez imediata. Neste caso, nos ativos você deve considerar apenas os valores já disponíveis. Então, você exclui estoques e valores de vendas a prazo.

Por fim, outro índice que deve ser considerado é o de liquidez geral. Neste caso, você consegue ter uma visão de longo prazo, considerando ativos e passivos também de longo prazo na conta.

Então, dependendo dos seus objetivos, você pode usar um ou mais índices para uma avaliação mais completa. Caso tenha alguma dúvida, o time da iHUB Investimentos, parceira do iHUB Lounge, está pronto para te ajudar. Entre em contato por meio do formulário abaixo: